‹ Voltar

Mensagem ao Profeta Pedro II, dia 01/07/2000: O Alimento

Mensagem recebida pelo Profeta Pedro II (Bento da Conceição) - Taquaras – Balneário Camboriú – Santa Catarina – Brasil. Informações fone- fax: (0xx47) 3360-7167 ou (0xx47) 9234-1114 (Vivo) ou (0xx47) 9112-8000 (Tim) ou (0xx47) 3367-7110

n/d

01.07.200 - O Alimento

(Residênciado Sr. Sérgio Henrique Ferronato – Xanxêre – SC)

Nenhum organismo ficaria sem alimento por alguns dias, mas tudo tem que funcionar conforme Deus criou. Só teve Um que agüentou tantos dias, e Este foi Jesus (Lc. 4,1-2). Ouviste dizer que primeiro foi criado o Jardim do Éden. Depois, então, é que foi criado o homem e a mulher (Gen. 2,8). Se antes viessem, não teriam como se alimentar, porque a terra estava vazia e ninguém poderia sobreviver (Gen. 1,1-2); prova esta que continua até hoje, o deserto do Saara. Ali, se vier uma pessoa se perder, morre de fome e sede.

 Irmãos amigos! Quando sentares na tua mesa, para te alimentares, lembra-te que a sobra que deixaste no prato mataria a fome de uma pessoa. Esse é um dos grandes erros da humanidade, onde a maioria não reconhece esta falha terrível. A fome, meus irmãos, é pior do que qualquer doença, pois ela mata em poucos dias, e não há dor mais triste do que esta. Porque, primeiro vem o enfraquecimento do organismo, em seguida os olhos começam a criar uma nuvem em sua frente, os braços enfraquecidos não conseguem mudar o corpo do lugar, e as pernas, por não terem mais resistência de ficar em pé, espera, essa pessoa, só a morte chegar. Muitas mães primeiro vêem seus filhinhos morrerem, por não terem mais o leite materno, e os pais já não podem mais dar atenção aos seus filhos. Nos campos arenosos morrem milhares como animais, onde alguns comem capim para ver se dá para sobreviver. Estes países estão condenados; não por Deus, e sim pela falta de solidariedade.

A miséria humana vem dos mais ricos. Quem se levanta de sua cama de ouro, vai se acordar, muito em breve, num fogo que nunca mais se apagará. Todo aquele que esbanja o que tem, ficará de mãos vazias. A comida que hoje se joga fora, depois de um banquete, servirá de testemunho para quem não reparte com a pobreza.

Irmãos! Somos nós, aqui no Céu, que viemos por termos deixado a terra antes do tempo. Somos nós que, pela misericórdia de Jesus, ganhamos o Céu por morrermos de fome. Poderiam, muitos de nós, ainda estar com vocês, mas a fome nos matou. Foi o momento mais triste, na hora da morte, onde a dor foi terrível, porque o estômago colou no corpo e secou. Mas, nossa Mãe Auxiliadora pegava, nos braços, primeiro as criancinhas e as levava para um paraíso onde não existe mais fome, e nós, os de mais idade, seguíamos junto, onde nossas almas subiam ao Céu.

O Alimento Sagrado nunca poderia ser negado a um só pobre, e, no entanto, continuam, nossos irmãos, morrendo de fome milhares e milhares por dia.

Irmãos em Cristo! A luta de vocês é belíssima, por esta campanha de evangelização.

Nós somos as almas que Jesus recolheu, por não termos mais lugar na Terra.

 

 



LOCALIZAÇÃO
Rua Azulão, n° 21 - Bairro Ariribá - Bal. Camboriú - SC
CEP: 88.338-505

CONTATO
(47) 3360-7167
eugenio@ceifadores.com.br

Desenvolvido por:


PluGzOne